Coluna do Prisco

Claúdio Prisco Paraíso

Os baderneiros de sempre
Pelo menos 19 estados e o Distrito Federal somam mais de 1,1 mil escolas e universidades ocupadas por baderneiros, arruaceiros profissionais travestidos de estudantes. Os movimentos têm militantes políticos infiltrados que usam a energia da juventude como massa de manobra dos interesses de sindicalistas vinculados ao PT e ao PCdoB. Na verdade, os dois partidos voltaram a fazer o que sempre fizeram: factoides, badernas, balbúrdia e confusão.
A motivação alegada é protestar contra PEC do teto de gastos, aprovada terça à noite em segundo turno pela Câmara, e as mudanças no ensino médio. Conversa mole. Papo furado. Balela. Se são contra, que vão para as ruas protestar, que pressionem seus parlamentares a votar contra, agora impedir alunos de frequentaram as aulas e os funcionários de desempenharem suas funções é o fim da picada. É uma verdadeira palhaçada. Até porque, o Enem está chegando e muitos jovens vão ficar de fora por causa do modus operandi da picuinha política. E outra: essa turma que vá trabalhar, estudar e pare de atrapalhar a vida de quem quer se desenvolver!
Troca no Colegiado
Secretário de Administração do Estado, João Matos colocou o cargo à disposição de Raimundo Colombo. Reuniu-se com o governador na terça-feira pela manhã. No mesmo dia, ao meio-dia, a bancada do PMDB já se reuniu e fechou questão em torno do nome de Milton Martini que, se for aceito, voltará ao cargo. Ele foi o primeiro secretário de Administração da era Raimundo Colombo.
Conquista
A Assembleia aprovou, em primeira votação, a proposta de emenda à Constituição que busca acabar com a falta de recursos no sistema de saúde público de Santa Catarina. A PEC aumenta dos atuais 12% para 15% o gasto mínimo obrigatório para a área a partir de 2017, elevando gradualmente, um ponto percentual ao ano, o valor aplicado. Todos 35 deputados presentes no plenário, na sessão desta terça-feira, votaram pela aprovação.
Aumento escalonado
“Deve ser algo em torno de R$ 110 milhões a mais em 2017, R$ 220 milhões em 2018 e R$ 330 milhões em 2019. Ao todo, serão pelo menos mais R$ 660 milhões que não estavam previstos para a área”, explica o presidente da Assembleia, deputado Gelson Merisio, autor da proposta e responsável também pela promulgação.
CPI prorrogada
O deputados estaduais Vicente e Fernando Coruja, presidente e relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia, que investiga a falsificação de medicamentos em Santa Catarina, se reuniram nesta terça-feira e prepararam um encaminhamento à mesa da Assembleia, solicitando a prorrogação dos trabalhos da CPI por mais 120 dias.
Crise
Não bastassem todas as dificuldades que o país atravessa, Renan Calheiros resolveu criar uma crise institucional. Ao chamar de “juizeco” o magistrado que autorizou a PF a entrar no Senado e prender capangas da polícia legislativa, o senador alagoano provocou a imediata reação da ministra Carmen Lúcia, presidente do STF. Ela pediu respeito ao Judiciário e disse que ofensas a qualquer juiz atingem a ela também. Michel Temer entrou no circuito e tentou chamar uma reunião entre as partes. Não deu. Acertadamente, Carmen avisou que não iria.




Facebook jornal.png

Rua João Pessoa, 1969 - Sala 003 | Pinhalzinho | 049 3366-3910

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina