A Meca da Tecnologia - O Vale do Silício

Douglas Salvador

Silicon Valley ou vale do silício foi o apelido dado para a parte sul da área da Baía de San Francisco, que está localizado no estado da Califórnia nos EUA. É uma área que estimula e promove o desenvolvimento científico, tecnológico e a arte, semelhante ao Centro de Ciência e Parque Industrial de Taiwan, onde a grande maioria das maiores empresas de alta tecnologia do mundo e milhares de empresas iniciantes(Startups) estão concentradas. A palavra “vale” refere-se ao vale de Santa Clara, onde a região tem sido tradicionalmente centrada, que inclui a cidade de San Jose e as cidades e vilas ao redor. A palavra “silício” originalmente se referia ao grande número de fabricantes de chip de silício (componente eletrônico) na região. O termo “Silicon Valley” finalmente chegou a referir-se a todas as empresas de alta tecnologia na área, e agora é geralmente usada como uma referência para a região que hospeda as empresas de alta tecnologia do setor econômico americano.
Silicon Valley é um hub(refere-se a várias conexões) de inicialização de ecossistemas líderes em inovação e desenvolvimento de alta tecnologia, sendo responsável por um terço de todos os investimentos de capital de risco nos Estados Unidos. Foi no vale que o circuito integrado à base de silício, o microprocessador, e o microcomputador, entre outras tecnologias-chave, foram desenvolvidos. A partir de 2013, a região empregava cerca de um quarto de um milhão de trabalhadores de tecnologia da informação.
Desde o início do século XX, o Vale do Silício tem sido o lar de empresas de alta tecnologia. Esta indústria começou através da experimentação e inovação nas áreas de rádio, televisão e produtos eletrônicos militares. Stanford University, suas afiliadas, e os graduados têm desempenhado um papel importante no desenvolvimento desta área. Alguns exemplos incluem o trabalho de Lee De Forest com a sua invenção de um tubo de vácuo pioneiro chamado Audion e os osciloscópios da Hewlett-Packard.
Durante os anos 1940 e 1950, Frederick Terman, como reitor da Universidade de Stanford da engenharia e reitor, incentivou professores e graduados para começar suas próprias empresas. Ele é creditado com carinho pela empresa HP-Hewlett-Packard, Varian Associates, e outras empresas de alta tecnologia, por ter impulsionado a criação do Vale do Silício em torno do campus de Stanford. Terman é muitas vezes chamado de “pai do Vale do Silício”.
Durante 1955-85, pesquisa de tecnologia de estado sólido e desenvolvimento na Universidade de Stanford, seguido de três ondas de inovação industrial possível graças ao apoio de empresas privadas, principalmente Bell Telephone Laboratories, Shockley Semiconductor, Fairchild Semiconductor, e Xerox PARC. Em 1969, o Stanford Research Institute (SRI International agora), operado um dos quatro nós originais que compunham a ARPANET, o antecessor da Internet.
O vale do silício é o resultado da união e alinhamento entre as três hélices da inovação são elas governo, empresas e universidades essas três forças em diálogo e pensando juntas podem revolucionar qualquer região de qualquer país, mas, para isso é necessário pensar fora da caixa.




Facebook jornal.png

Rua João Pessoa, 1969 - Sala 003 | Pinhalzinho | 049 3366-3910

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina