Brasil sobe 19 posições em ranking que aponta gasolina mais cara no mundo

Pesquisa foi divulgada na última semana e aponta os países com a gasolina mais cara no mundo

Por ND+/REDAÇÃO ND, BLUMENAU
Foto: Pixabay

Foi divulgada na última semana os dados da pesquisa que aponta os países com a gasolina mais cara no mundo. O levantamento é feito anualmente pela Numbeo, considerada uma das maiores base de dados do mundo. Conforme divulgado, o Brasil saltou da 71ª posição para a 52ª na lista do litro de gasolina mais caro do mundo.


Em 2021 a pesquisa mostrou que o país cobrava em média de R$ 4,45 pelo litro da gasolina. Em 2022 a pesquisa apontou que a média do litro da gasolina ficou em R$ 6,78, um aumento de cerca de 52,35%.


O levantamento é realizado em 100 países. No topo do ranking aparece o território de Hong Kong, onde os cidadãos precisam desembolsar, em média, R$ 14,52 pelo litro do combustível. Finlândia e Alemanha são os países que ocupam o segundo e terceiro lugares do estudo, cobrando R$ 12,17 e R$ 11,98, respectivamente, pelo mesmo litro.


Anúncio de redução


Ao mesmo tempo que a pesquisa mostra o salto do país no ranking, a Petrobras anuncia uma nova redução nos preços. O anúncio foi feito na última quinta-feira (29) e deve reduzir em até R$ 0,15 o preço do litro do combustível para as distribuidoras.


Queda nos preços


A queda nos preços da gasolina começou após o governo federal sancionar, por meio de Medida Provisória, a redução dos impostos federais - PIS/Pasep, Confins e Cide - sobre a operação para zero até 31 de dezembro de 2022.

Além disso, o governo estadual também aprovou uma Medida Provisória que coloca o combustível na "lista" de serviços considerados essenciais e indispensáveis, ou seja, com teto do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) em até 17%.


Gasolina mais barata em SC


De acordo com o vice-presidente do Sindópolis (Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis Minerais de Florianópolis), Joel Fernandes, a  nova redução da Petrobras deve refletir no Estado e a gasolina deve ficar em torno de R$ 0,10 mais barato em cada litro.

De acordo com a pesquisa da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Nacional e Biocombustíveis), realizada entre os dias 17 de julho e o último sábado (23), o preço médio em Santa Catarina era de R$ 5,82. Seguindo o cenário previsto pelo vice-presidente do Sindópolis, o combustível pode custar, em média, R$ 5,72 no Estado.


Facebook jornal.png

Rua João Pessoa, 1969 - Sala 003 | Pinhalzinho | 049 3366-3910

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina